Aprender francês é mais fácil do que você pensa

Dicas de como aprender francês

Deseja aprender um novo idioma, mas acha muito difícil se dedicar a outra língua? As línguas derivadas do latim, como são os casos do francês, italiano, espanhol, catalão, galego, português, provençal e romeno contam com várias compatibilidades, o que facilita o aprendizado.

Ao contrário do que muitos pensam, aprender francês pode ser uma prática divertida e fácil!

Obviamente, para aprender qualquer idioma estrangeiro é preciso disciplina, estudos frequentes e muita prática.

Por que é fácil aprender francês?

Assim como o idioma lusitano, o francês possui origem latina. Isso significa que é mais fácil compreender tanto a gramática quanto a fonética dele. As semelhanças com o português são percebidas facilmente, pois existem várias palavras que são parecidas na grafia e têm o mesmo sentido.

Por exemplo, “hôpital” em francês é hospital, “orientation” é orientação, “cinéma” é cinema, entre outras. Além disso, existem semelhanças nos tempos verbais, pois ambos os idiomas conjugam seus verbos na 1ª, na 2ª e na 3ª pessoa.

Outro ponto interessante é que, assim como os franceses, os brasileiros sabem o que é o “c cedilha”, pois ele faz parte da nossa rotina comunicativa. Por mais que seja estranho vê-lo no começo de algumas palavras em outros idiomas, mesmo assim, o brasileiro já sabe qual é a fonética dessa letra e não vai se assustar ao ver alguns termos com essa letra no francês.

Alfabeto compartilhado na aprendizagem

No momento em que você decide aprender um novo idioma, seja fazendo um curso de francês ou mesmo estudando por conta própria, é preciso desenvolver a falar primeiro, para depois se preocupar com a alfabetização. Essa é a metodologia adotada por várias escolas.

Elas seguem um caminho semelhante ao de uma criança, que quando pequena aprende primeiro a se comunicar com os pais com sua língua materna. Só depois é que ela vai aprender a parte escrita.

Idiomas como chinês e o árabe são bem mais difíceis de aprender, pois os alfabetos são completamente diferentes dos latinos (português, espanhol, francês e italiano).

Essa é mais uma das facilidades de se aprender francês, pois, como o alfabeto é semelhante, os estudos são mais ágeis e simples. O fato de conhecer a fonética de cada uma dessas letras fará com que o seu ouvido tenha menos dificuldades para entender a pronúncia.

Gramática semelhante

Existem algumas coisas em nossa gramática que se assemelham com a gramática francesa. Ambas as conjugações possuem três pessoas distintas, tanto no singular quanto no plural.

Outro ponto importante é que alguns tempos verbais franceses também se assemelham com os nossos. Assim como na língua portuguesa, as diferenças entre cada tempo verbal da França têm um padrão.

Com o passar do tempo, o estudante começa a entender melhor o conteúdo e passar a fazer associações entre o francês e o português. Um bom exemplo disso são alguns substantivos que terminam em “ção” no português e em “tion” na língua francesa: compilação (compilation), orientação (orientation), correção (correction), entre outros.

O modo de montar as frases também é semelhante em ambos os idiomas. A estrutura “sujeito + verbo + complemento” (conhecidos na escola como “sujeito e predicado”) é outro ponto que facilita o aprendizado do estudante.

Palavras de origem inglesa no francês

Apesar de poucas pessoas analisarem isso, o idioma da rainha Elizabeth foi muito influenciado pela França. Isso significa que, caso uma pessoa fale inglês, aprender francês se tornará ainda mais fácil, pois muitas palavras inglesas têm a pronúncia parecida da língua francesa.

Existem algumas palavras que comprovam isso: money (monnaie), orientation (orientation), situation (situation), carrot (carotte), television (télévision), diplomacy (diplomatie).

O francês é um idioma popular

Estima-se que ao menos 30% da Europa fale francês, como idioma materno ou secundário. A língua é tratada como co-oficial em Luxemburgo, Bélgica e Suíça. Canadá, Guianas e outros países na África também são locais em que é comum a comunicação no idioma.

Isso é bom para quem o estuda, já que poderá fazer um intercâmbio cultural ou educacional para colocar o aprendizado em prática.

Materiais de estudo como livros, filmes, apostilas didáticas e até mesmo itens de entretenimento como músicas e vídeos serão encontrados com facilidade. Ou seja, falta de conteúdo não será obstáculo para quem estuda francês.

Como existem muitas multinacionais da França que estão distribuídas pelo planeta, esse idioma se tornou cada vez mais influente e gera uma demanda por profissionais que o domine. No Brasil, o francês está no topo das necessidades profissionais.

Depois de eliminar suas dúvidas sobre como aprender francês, leia também:

Como aprender inglês de forma rápida?

Quais são as melhores escolas de enfermagem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *